A noite desta terça feira (10) foi de o início de uma nova era para o América Futebol Clube. O advogado Eduardo Rocha e o contador - e também advogado - Eliel Tavares foram aclamados pelo Conselho Deliberativo, presidente e vice do clube para o biênio 2018/2019.

De volta ao cargo máximo do Mecão após 20 anos, Eduardo Rocha traça os objetivos e enfatiza a união dos dirigentes que, segundo ele, participarão de sua gestão.

Thumb img 7969"Para ser bem rápido, tem 3 objetivos primordiais. Um que depende só dele - é terminar seu estádio. Terminar seu estádio que eu digo é terminar a primeira fase do estádio, onde já permitirá mandar seus jogos lá. Domingo, inclusive, teremos aqui o festival da criança, onde teremos 4 mil senhas e já vendemos mais de mil senhas. E esse dinheiro todinho será revertido para a Arena América. Hoje mesmo alguns conselheiros doaram uma quantia da venda de.medalhas em favor da Arena. Então a Arena vai estar pronta. Nós vamos jogar lá em janeiro. Eu não tenho a menor dúvida disso. Convidamos alguns ex-presidentes para participar conosco da gestão. Eles deram "sim". Estamos convidando conselheiros históricos. Estamos convidando novas lideranças dentro do América, pessoas que nunca participaram de direção vão ter essa experiência, vão dar o seu sangue novo em prol do nosso clube. O outro objetivo não depende só da gente - depende muito da gente, mas evidentemente vamos ter que encarar nossos adversários -, que é recuperar a hegemonia do estadual. Ela é importantíssima por 2 motivos: um título importante - o América não pode passar 3 anos sem ter um título estadual; e, ademais, é a garantia da Copa do Nordeste de 2019, que é a maior competição regional do Brasil do primeiro semestre e a maior competição do Brasil como um todo no primeiro semestre, se nivelando ao Campeonato Paulista. Ademais é avançar na Copa do Brasil o que for possível. E no começo do segundo semestre, ou melhor dizendo, ainda no primeiro semestre, porque este ano vai ser mais reduzido porque temos a Copa do Mundo, o América voltar da Série D pra Série C. O América mais uma vez dá uma lição de união. Não é à toa que a nossa chapa, eu e meu vice Eliel Tavares, é Unidos pelo América. É um conselheiro experiente, um ex-diretor de futebol, um ex-vice presidente de futebol. Juntamente com ele em 2015 naquela gestão de Gustavo de Carvalho e na gestão de Hermano, que assumia interinamente, tivemos a missão de darmos ao América talvez o último maior título, que foi ser campeão do centenário na casa do nosso rival, do nosso adversário. Junto com Paulinho, com Ricardo, com todos os demais. Então eu imagino que o América nesse momento de extrema união, de extrema dedicação de sua torcida, que mostrou que é a torcida mais apaixonada do Nordeste. Nós numa Série D tivemos público de Série B. A gente chegou a ser o quarto comparando com os times da B. Isso é uma demonstração de extrema pujança. Você não tenha dúvida de que, no jogo inaugural, nós vamos ter que ter os 5.200 lugares já prontos e vamos ter que colocar mais 5.000 lugares de arquibancadas móveis porque vai faltar chão. Eu não tenho a mínima dúvida disso. Então o América a partir de agora passa a ter um novo rumo, passa a ter uma nova missão, que é alegrar o seu torcedor, que está tão carente de alegrias. E ele é o maior patrimônio do América Futebol Clube", declarou.

O "novo" mandatário rubro afirmou, também, que validará um cargo que existe no estatuto com o fim de buscar maiores arrecadações para o clube.

"O Departamento Comercial levará para o torcedor americano os produtos que ele gostaria de comprar e até hoje a gente não teve essa capilaridade. Por exemplo, muitas crianças nascem americanas, porque os pais são americanos, e você procura um enxoval de criança e não consegue. E esse enxoval vai vender muito porque tanto os padrinhos vão dar de presente, os pais vão dar de presente, os amigos vão dar de presente. Quer dizer, a criança já nascerá em berço interessante, num berço alvirrubro. Porque são as novas gerações", disse.

A nova diretoria está em fase de "construção", mas nomes como Diogo Pignataro como Vice-presidente Jurídico, Leonardo Bezerra para a Diretoria de Futebol e Klaus Ayaújo para a Diretoria de Comunicação e Marketing já foram confirmados.

Fotos: Canindé Pereira/América FC


Banner detran