Natural de Santo Antônio do Salto da Onça/RN e atleta do América Futebol Clube desde os 15 anos, o "prata da casa" Ewerton, 21, assumiu a posição de goleiro titular na temporada 2019, após a saída de Glédson, que na ocasião se transferiu para o Avaí-SC. Desde então, não largou a camisa número um.

Thumb img 1468A exemplo do que aconteceu na última temporada, a estreia do Mecão na Copa do Brasil 2020 marcou, mais uma vez, o bom momento vivido pelo jovem goleiro. De acordo com o scout do Preparador de Goleiros Rodrigo Gomes, durante todo o jogo contra o São Luiz-RS, Ewerton praticou três defesas consideradas difíceis e quatro de alto grau de dificuldade. Uma delas, após cobrança de falta de Itaqui, o arqueiro americano salvou uma bola impossível para muitos defensores espalmando no ângulo direito.

"Não me canso de dizer que tenho muito orgulho deste garoto. Chegou em 2015 para trabalhar nas bases, mas quando vimos o potencial dele, puxamos para treinar entre os profissionais e aí está. Desde que entrou em uma 'fogueira' em 2016 que Ewerton demonstrou frieza, foco e, acima de tudo, qualidade. Ele ainda vai crescer muito mais", disse Rodrigo se referindo ao jogo contra o Salgueiro-PE, na Arena das Dunas, pela Série C do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o América perdeu os dois goleiros por lesão minutos antes do jogo, ainda no vestiário, e Ewerton, então com 16 anos, assumiu a responsabilidade jogando como "gente grande".

Sem histórico de lesões e na sua melhor forma física desde o ano passado, o goleiro Ewerton - juntamente com o zagueiro Adriano Alves -  disputou todos os jogos do Alvirrubro no Campeonato Estadual, Copa do Nordeste e Copa do Brasil neste início de temporada. 

"Eu estou me sentindo muito bem, graças a Deus. O apoio e a confiança que recebo da Diretoria, Comissão Técnica e dos meus colegas (jogadores) me estimulam a seguir fazendo o meu melhor com a camisa do América, clube que tinha o sonho de defender e hoje, graças a Deus, defendo. A crítica faz parte da vida de qualquer jogador de futebol, mas o apoio pra mim é o mais importante", falou Ewerton.

De acordo com o Centro de Informações e Desempenho (CID) do América, que reúne dados sobre todos os atletas do Alvirrubro, Ewerton sofreu 84 finalizações sendo superado em apenas 10 oportunidades, ou seja, um aproveitamento de 91,6%.

Fotos: Diego Simonetti e Canindé Pereira/América FC







Banner detran